MADAME DE STAËL – Corinne ou l’Italie

Madame de Staël

Anne Louise Germaine Necker, conhecida como Madame de Staël, nasceu em 22 de abril de 1766, em Paris. Pertencia a uma família marcante da sociedade da época; seu pai Jacques Necker (1732-1804) foi um célebre banqueiro genebrino e ministro das finanças de Louis XVI e sua mãe, a suíça Suzanne Curchod, possuía um dos maiores salões literários de Paris. A celebridade de seu pai permitiu a Mme de Staël uma precoce abertura ao mundo político da aristocracia. Necker, personagem de crucial importância na sua vida, representa para Staël um ideal político e pessoal. Seu gênio natural e seu entusiasmo em relação à liberdade vai diferenciá-la do tipo de mulher tradicionalmente admitida pela sociedade da época e, dessa forma, desconcertar seus contemporâneos, o que lhe dará alegrias intelectuais e sofrimentos íntimos.

Sobre o texto

Corinne ou l’Italie foi publicada em Paris, 1807, com XX livros, subdivididos de 03 a 05 capítulos. Teve diversas traduções, principalmente em italiano, inglês e alemão. Em português do Brasil existe apenas uma tradução de 1945, publicada pelas Edições Cultura. A obra relata a história de uma poetisa e artista que guia o Lorde escocês Oswald pela Itália. Corinna é uma mulher extraordinária, entusiasta das artes, música, literatura e poesia. É considerada uma grande obra romântica e que provou seu caráter pioneiro na literatura francesa, porém existem nela elementos do classicismo, como os poemas em prosa improvisados, escritos em um estilo particular que evocam o lirismo da poesia italiana. O trecho traduzido abaixo, do livro VIII, trata-se de algumas passagens do Discours sur la Mort, da obra Cours de Morale Religieuse, escrita pelo pai de Staël.

Sobre a tradutora

Narceli Piucco concluiu o mestrado (2008) e doutorado (2014) em Estudos da Tradução na PGET/ UFSC, sob orientação de Marie-Hélène C. Torres, com a tese “Retradução comentada de Corinne ou l’Italie de Mme de Staël”. Foi professora substituta do Curso de Letras/Francês da UFSC de 2009-2010 e de abril de 2014 a dezembro de 2015. É professora efetiva de língua estrangeira – francês do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina.

Trecho da tradução

Ao anoitecer, Oswald parecia mais sufocado e Corinna, de joelhos diante da sua cama, sustentava a cabeça entre seus braços, ainda que estivesse mais emocionada que ele. Olhava para ela com uma impressão de felicidade por entre os sofrimentos. – Corinna, disse-lhe baixinho, leia-me neste livro, onde estão escritas as memórias de meu pai, suas reflexões sobre a morte. (Texto completo para download, 459KB)

Como citar esta tradução

STAËL, Madame de. Corinne ou l’Italie. Tradução, prefácio e notas: Narceli Piucco. Acácia – revista de tradução, Florianópolis, v. 1, n. 2, p. 226-258, 2019. ISSN 2595-3915. Disponível em: <http://www.revista-acacia.com.br/2019/01/madame-de-stael>.

www.000webhost.com